BLOG do Sr. Lupa

13 dicas de vendas para profissionais autônomos


Trabalhar como um profissional autônomo apresenta inúmeras vantagens: exercer sua atividade no conforto do lar, com as roupas que bem entender, gerenciar o negócio a seu estilo, ser seu próprio chefe, poder definir o próprio salário, entre muitas outras.

No entanto, para ser um ótimo profissional autônomo é preciso, antes de qualquer coisa, dominar a fundo aquilo que oferece, seja um produto ou um serviço. Para chegar neste nível, muitos buscam ter alguma experiência na área antes de iniciar uma jornada por contra própria. Outros apostam todas as suas fichas apenas no conhecimento da graduação e/ou em cursos de especialização.

Apesar disso, além do conhecimento e experiência, é preciso um pouco mais, especialmente quando chega o momento de vender seu peixe. Existem alguns macetes e dicas de vendas que são conquistados depois de muito tempo trabalhando como autônomo, após alguns tropeços ou quedas mais sérias.

Pensando nisso, desenvolvemos, hoje, um super artigo com dicas de vendas que pra você pule esta etapa e obtenha, agora mesmo, essas pequenas instruções que podem elevar seu trabalho a outro patamar, te transformar em um super profissional autônomo e aumentar suas vendas. Prepare-se, pois a lista é grande. Mas ao final dela, com certeza, você verá o ato de vender com outros olhos!

Vamos lá?

Dicas de vendas: o que você precisa saber para vender mais e melhor?

dicas de vendas

#1. Acredite na sua ideia

Afinal, se você não acredita nela, quem mais vai acreditar? Na hora de oferecer um produto ou serviço, é preciso que você transmita segurança para este possível cliente. Tenha todas as respostas na ponta da língua e os argumentos necessários para convencê-lo.

#2. Acredite em si mesmo

Trabalhe sua autoestima. Você sabe que tem potencial, que trabalhou duro para chegar até aqui. Por isso, acredite em si mesmo e transmita toda esta confiança para seus possíveis clientes. Além de se sentir mais seguros, eles verão você como um verdadeiro profissional.

#3. Em encontros presencias, capriche no visual

Já falamos sobre isso por aqui, mas nunca é demais ressaltar que a primeira impressão é a que fica. Se você costuma encontrar pessoalmente com seus clientes para negociar, capriche na apresentação. Pense em você como um homem ou mulher de negócios e se apresente como tal.

Não precisa sair fantasiado de empresário, mas escolha a dedo um visual que seja condizente com a ocasião.

#4. Apresente o melhor portfólio possível

Isso porque as pessoas são visualmente impressionáveis. Sendo assim, tenha em mãos ou na web um portfólio que garanta o nível profissional de seu trabalho. Se for preciso, contrate um profissional para produzi-lo, e garanta que fique impecável. E não veja isto como um gasto, mas como um investimento que terá retorno por meio das vendas.

#5. Aprenda técnicas de negociação

Nem todos nascem com a habilidade de vender, e se você se encaixa nesta lista, é bom correr atrás disso. Saber negociar é tudo para um profissional autônomo, afinal, você não terá mais ninguém para vender seu peixe.

É preciso saber oferecer, negociar, resistir à tentação de dar descontos demais (afinal, os clientes sabem chorar por eles) e precificar corretamente seu trabalho. Procure por cursos, ajuda de profissionais ou mesmo algumas dicas de vendas com quem entende do assunto. O importante é aprender a negociar.

#6. Saiba apresentar valor, e não apenas preço

No mercado de autônomos existem centenas de profissionais oferecendo os mesmos serviços que você e, também, cobrando praticamente a mesma coisa. Sendo assim, é preciso que você saiba mostrar para seu cliente que oferece algo além de um preço melhor pelo produto ou serviço: um valor agregado.

E isto já começa desde o primeiro contato. Seja diferente dos outros, mostre que tem um causa por trás daquilo que está oferecendo, uma missão, e que, ao fechar um negócio, seu cliente estará contribuindo para tanto.

Como fazer isso? Que tal deixar uma assinatura de e-mail personalizada? Se você é fotógrafo, pense em uma frase como “Eternizando momentos de alegria”. Se você vende doces para festa, pense em algo como “Alimentando a alma com os mais doces sabores”. É claro, estes são apenas exemplos muito simples. Deixe sua criatividade fluir e pense naquilo que você pode entrar além do serviço em si. E estas frases também podem aparecer em seus cartões de visitas, portfólios e mesmo em suas conversas iniciais.

#7. Entenda que não basta só vender muito

É preciso, sim, vender com qualidade. Mas o que isso quer dizer? Que não adianta você fechar centenas de contratos de uma vez e não poder entregar o que foi prometido com a qualidade necessária.

Prefira, então, fechar menos contratos, mas deixar aquele cliente extremamente contente e satisfeito com o que recebeu. Assim, você garante que ele volte e, também, que indique seus serviços para outras pessoas.

E pode ter certeza que o contrário acontece, e muito. Se seu cliente ficar insatisfeito,  nunca mais volta e jamais te indica – e quando fala de você é no aspecto negativo. Por isso, tenha cuidado. Não venda além do que você pode entregar com qualidade.

#8. Seja honesto com seu cliente

Seja totalmente sincero com ele, especialmente em relação aos prazos. Se o cliente te pede algo para daqui uma semana e você não pode cumprir, deixe claro logo no início. Assim, vocês podem negociar um prazo que seja bom para ambas as partes (e que não comprometa seu compromisso com outros clientes).

#9. Alimente seu networking

Ele facilita para que as pessoas se lembrem de você quando precisarem de um serviço ou produto como o que você oferece. Outra ideia é criar um networking entre seus clientes, pra que se conheçam e se ajudem. Com isso, você cria um elo mais forte com eles e, também, um sentimento de gratidão – que é ótimo para suas futuras vendas.

#10. Esteja nos lugares certos

dicas de vendas

Isso quer dizer que você pode marcar presença em feiras e eventos do seu ramo de atuação, nas redes sociais mais usadas por seu público-alvo e também  em plataformas de profissionais autônomos.

Estas ferramentas servem como uma verdadeira vitrine de profissionais para quem está buscando por algum serviço. Ali, os autônomos podem expor suas ofertas, experiência, características e até mesmo avaliações de antigos clientes. A negociação pode acontecer ali mesmo, o que também facilita o fechamento do negócio.

#11. Continue seu processo de evolução

Ou seja, mantenha-se atualizado sobre aquilo que oferece, mas, também, esteja em dia com as novas tendências do mercado, tecnologias, ferramentas que podem otimizar seu negócio e seu dia a dia, entre outros. Resumindo: não pare nunca! O mundo está mais acelerado e, se você não prestar atenção nisso, pode ficar para trás rapidinho.

#12. Avalie suas formas de pagamento

Pense bem sobre elas porque pode ser preciso reavaliá-las. Quanto, em média, costumam custar seus produtos ou serviços? Os clientes podem, na maioria das vezes, pagar à vista?

Hoje em dia, existem vários métodos que podem ajudar pequenos empresários em relação aos pagamentos. O Paypal pode ser uma possibilidade, bem como aquelas maquininhas de cartão que não exigem aluguel. Quando um cliente tem mais opções de pagamento, fica muito mais fácil que ele feche uma venda. Sendo assim, pense sobre a possibilidade – e viabilidade – de oferecer algo além do pagamento à vista.

#13. Formalize-se

Um profissional autônomo formalizado tem muito mais chances de prosperar nas vendas do que aquele que não é, e isso acontece, principalmente, por conta de dois motivos simples:

  • Primeiro: muitos clientes precisam de Nota Fiscal para contratar qualquer tipo de serviço ou adquirir qualquer produto. Sendo assim, acabam descartando quem não as oferece.
  • Segundo: você passa muito mais credibilidade e seriedade quando tem um negócio formalizado.

E não pense que se formalizar é toda aquela burocracia. Para se tornar um MEI – Microempreendedor Individual – é preciso apenas ir até o Sebrae de sua cidade. Lá, eles te darão todas as informações necessárias para que você formalize seu negócio. E pode acreditar: é rápido, fácil e gratuito!

Agora é a hora de começar a colocar em prática todas as dicas de vendas que demos. Pode ser que algumas te deem um pouco mais de trabalho, mas acredite: valem a pena.

O importante é que você tenha em mente que todas elas são fundamentais não só para as vendas, mas para o sucesso de seu negócio como um todo.

Comentários

Nenhum comentário enviado. Seja o primeiro a comentar!

  Buscar profissionais










test3

tab3